quarta-feira, 5 de outubro de 2011

o poema mudo


o poema está mudo
mudo
mudo
se está mudo emudeço eu
todo o mundo emudeceu até eu
poemamudopoemamudopoemamudo
oooooooooooooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooooooooooo
mudomudomudomudomudomudomudo
udomudomudomudomudomudomudom
domudomudomudomudomudomudomu
mudomudomudomudomudomudomud
oooooooooooooooooooooooooooooo
opoemasemsomnãotemsentidonão
o poemasemsentidonãosente
opoemasemsentidonãosen
emasemsentidonãose
masemsentidonãos
asemsentidonão
semsentidona
emsentidon
msentido
sentido
o poema mudo adoeceu
o poema mudo foi pro céu
o poema mudo não é seu
o poema mudo é meu
emudeço eu
mudo eu
apague a luz o último que o leu



3 comentários:

  1. My Dear, como ja disse uma vez lá nos meados de 10
    eu tenho um nome para isso e não ouso falar! Genial...rs meu querido Predileto, Beijos em ti.

    ResponderExcluir
  2. acendo todas as luzes percorro os cômodos mudos, brinco de acender apagar acender e a cada flash um novo olhar uma nova imagem um novo sentido um novo verbo um novo silêncio um novo poema!

    ResponderExcluir